segunda-feira, 30 de agosto de 2010

memorável (:

Mais um dia que está a passar, e hoje a minha parte matinal passou-se a assistir a uma agulha que passava tinta para o corpo da minha prima, a juliana ( é verdade, ela fez uma tatuagem tão bonita no pé ). Estava combinado irmos de comboio mas á ultima da hora viemos de carro, demoramos pouco tempo e quando chegamos ao local, indicaram-nos o sitio para a juliana ser tatuada. Como em todos os sítios, estava pessoal á frente e estivemos que estar algum tempo á espera ( como já é habitual , seca, seca ). Transpirávamos por todo o lado, a ansiedade começava aparecer, e eu até estava mais nervoso que a própria ( é verdade, estava com medo que alguma coisa corresse mal ). A dada altura, faz-se soar o nome da minha prima e entramos para perto do tatuador. Foi feito o interrogatório habitual ( nome, idade e essas treta toda ) e depois o Leonel ( tatuador ) começou a preparar o material e de um momento para o outro ouço o barulho da agulha muito fininha no pé da minha prima, eu via pela cara dela que parecia que nada estava a acontecer, só quando se aproximou do osso do pé é que provocou alguma dor. Tudo passou, e de um momento para outro ouço, “já está juliana” ( ufaa, já estava mais descontraído ). Saímos de um sonho que se tornou uma realidade, fico feliz por saber que a juliana concretizou o que á muito queria concretizar. E para quê ter medo? Custa mais partir um braço do que fazer uma tatuagem ( digo eu, mas pelo aspecto, não custa muito ).

Sem comentários:

Enviar um comentário